Mangá

Noragami, volume 1

08:00




Informações técnicas
Título: Noragami ノラガミ
Gênero: Shounen - Ação, Aventura, Comédia, Romance, Sobrenatural
Mangaká: Adachitoka
Editora nacional: Panini
Número de páginas: 200
Ano da edição: 2016
Preço: 13,90

Assim como no anime, Noragami começa nos apresentando uma colegial sendo perturbada por seus colegas de classe. Enquanto chorava no banheiro, a garota reparou em um telefone rabiscado na parede com os dizeres "Yato, aceitamos pedido! Resolvemos os seus problemas". E assim somos apresentados ao Yato-san, um deus de roupas comuns e que cobra 5 ienes (cerca de 0,15 centavos) para ajudar as pessoas, afinal, nada é de graça.


Após resolver os problemas da garota, Yato tem um desentendimento com sua shinki, a Tomone e ela decide que não quer mais servi-lo e vai embora. Shinkis são espíritos de humanos que servem de armas divinas. Sem sua shinki, o deus fica desprotegido.

Por enquanto, é tudo bastante parecido com o anime, mas eu reparei que o nome "Nora" é citado logo no inicio do mangá, sem realmente apresentá-la. Ele apenas diz algo como "estou sem shinki e a Nora não está aqui". Entende-se que ele possui outro shinki, mas que não caminha com ele. Não lembro de algo assim no anime. 


A Hiyori surge quando Yato está a procura do Ue-sama o gato de um garotinho. Os dois se esbarram na rua e a garota repara nele, os dois se olham e ele pensa "é sempre nessas horas que alguém me vê..." A verdade é que, os humanos não enxergam os seres "sobrenaturais" que estão a sua volta ou até mesmo grudado em você. No mangá, é explicado que eles estão em nossos pontos cegos, mas que às vezes acontece de serem vistos, só que logo esquecem. Apesar do anime dizer isso, eu interpretei errado, de alguma forma pensei que a Hiyori fosse especial. Tanto que eu disse isso no post de Noragami e um deus pobretão. Por isso é bom ler o mangá, a gente sempre percebe mais coisas. 

Como a Hiyori conseguiu ver o deus, ela também viu que ele estava para ser atropelado por um busão e correu para ajudá-lo. O problema é que ela fora atingida e seu espírito saiu do corpo. Assim, ela ganha uma cauda e a habilidade de estrar entre o Shigan e o Higan, o primeiro se refere ao mundo dos vivos e o último ao outro mundo onde vivem os espíritos. 


Assim, o deus e a meio-humana se conectam. Hiyori paga 5 ienes para que Yato possa ajudá-la a voltar definitivamente para o seu corpo, ele promete ajudá-la, mas que precisa de tempo. Neste meio tempo, ayakashis (espíritos) aparecem e o deus precisa de uma arma. Somos formalmente apresentados ao Yukine o mais jovem shinki de Yato.

O primeiro volume é bastante introdutório, mas muito agradável. É o primeiro shounen que eu leio na vida! Não achei que a leitura fosse fluir tão bem. Estou empolgada para continuar essa leitura. 

Estou mais empolgada com a história agora que posso ler o mangá. Quero todos os detalhes que o anime não mostra. A leitura é bem divertida, vale a pena comprar o mangá.


O que acharam da história? 
Ficaram interessados? Não ficaram? 
Já conheciam? Não? 
Conte-me tudo!

{}

Anime

Yuri!!! On Ice, we are born to make history!

08:00

Olha só, está valendo muito a pena sair um pouco dos meus shoujos queridinhos. Yuri!! On Ice é o primeiro anime de esportes que eu assisto. E eu estou triste por ter apenas 12 episódios. Queria muito mais... muito mais!


O esporte em questão é a patinação no gelo, eu particularmente não acompanho patinação artística, mas todas as vezes em que assisti fiquei apaixonada. E a primeira coisa que me fez apaixonar por este anime foi a abertura, dos 12 episódios eu assisti 12 vezes a abertura e outras tantas vezes no youtube. A música ficou linda e a apresentação está maravilhosa. Não tem como não ficar encantado.


Yuri!!! On Ice nos apresenta Yuri Katsuki, que após fracassar no último Grand Prix, volta para casa arrasado e pensa em desistir das competições, mas tudo muda, quando ele decide patinar uma coreografia feita por seu ídolo, Victor Nikiforov.


Acontece que ele foi gravado (sem saber, claro) e seu vídeo acabou viralizando na internet, chegando nas mãos do próprio Victor. Após ver o vídeo ele decide largar a patinação, ir ao Japão e virar o novo técnico do Yuri, que sonho hein? Só que Victor tinha assuntos inacabados com outro Yuri Plisetsky, um jovem patinador russo e principal rival de Yuri Katsuki, qual Yuri vai vencer?



Primeiramente, se vocês forem procurar um react do episódio 7 (não vão procurar sem ver o anime primeiro, hein)  vocês vão saber como eu reagi a situação em questão. OH MY GOSH! Eu adoro quando estou assistindo ou lendo algo e fico tão imersa a história que eu choro quando o personagem sofre, comemoro quando ele vence e GRITO quando algo que eu queria que acontecesse, acontece! Sério, é uma das melhores coisas que pode acontecer quando você está vendo algo e Yuri On Ice me atingiu dessa forma.

Quase tudo, neste anime me encantou. Eu assistia um episódio atrás do outro, até deixei de lado uma série que estava vendo, pra poder terminar essa. O Yuri Katsuki é personagem bastante humano, fácil de se identificar. Quando ele perde o Grand Prix, fica numa deprê tão grande que além de chorar, ele come tanto que vira uma bola! Uma descrição perfeita de mim mesma quando tô assim, chorar, comer e engordar. Ele é bem sentimental, gostei muito disso nele.



O Victor é sensacional, largar tudo para ajudar o Yuri, qual a razão disso, hein? Na verdade, ele ajuda os dois Yuris, mas de formas diferentes. Fica mais claro isso no final do anime. Ele é um personagem alto astral, bonito, elegante, maravilhoso... e seu relacionamento com o Katsuki é um dos melhores que já vi, acontece tudo tão naturalmente que você chega a se surpreender e a torcer muito por eles.



Não gostei do Yuri russo, quero dizer, sua personalidade briguenta me incomoda. Porém, eu gosto muito como ele é competitivo, no sentido de querer que seu adversário se dedique e dê o melhor de si, para assim, ele poder mostrar que é melhor. E não ficar trapaceando para parecer que é melhor. Entendem o que quero dizer?

O único problema em Yuri On Ice, foi a falta de desenvolvimento dos outros personagens. Como é um anime original, não tem um mangá onde a história continua (sad), mas o último episódio deu a entender que terá uma continuação. Vamos torcer!


Se, por um acaso, você não gosta de animes de esporte ou de relacionamento entre homens, recomendo assistir esse. Sério, é curtinho e você vai descobrir que não é tão ruim esses elementos numa história. E quem me segue aqui não pode ter preconceitos, VIIIU? A história é um amorzinho e o visual é maravilhoso, só por isso já vale a pena. O resto é bônus

Mais acessados

Curta no Facebook

Twitter