Aoharaido — A primavera de nossas vidas #2

08:00


"Após reencontrar Kou, seu primeiro amor do ginasial, Futaba decide recomeçar a vida como estudante colegial e parar de fingir ser o que não é. E ela terá de reunir toda a sua coragem para fazer novas amizades e criar boas lembranças de sua juventude!"

Demorei tanto para fazer essa resenha, que minha nossa senhora, achei que não ia sair. E não foi por não gostar, pois Aoharaido é um dos meus xodozinhos e que tenho muito orgulho de ter comprado, okay? okay!

Se você não viu a resenha do primeiro volume, clique aqui e seja feliz, prometo não dar spoilers. Mas caso não queira ler a resenha anterior, vou só introduzir a história e não pense que vou ficar fazendo isso a cada volume hein, então para de preguiça e vá ler!

Brincadeiras à parte, Aoharaido é um mangá shoujo da linda Io Sakisaka que conta a história da Futaba, uma menina fofa que odeia os meninos e é odiada pelas meninas, apesar disso, ela se apaixona pelo Tanaka Kou, mas antes que pudesse se declarar ele some, sai da cidade. Alguns anos depois, eles se reencontram, mas nenhum é como antes, a menina meiga e tranquila, agora ri alto, come demais e não é vaidosa, e ele é um grande mistério, até seu nome mudou, agora é Mabuchi Kou.


Neste volume, Futaba deixa de lado as amigas que ela conquistou com sua personalidade falsa e decide encontrar amigos com seu verdadeiro jeito. A escola oferece um curso de liderança para representantes de classes e membros da comissão de eventos estudantis, Futaba vê como uma oportunidade para ser uma pessoa melhor, o que ela não esperava era que Kou, Makita, Murao e Kominato fossem participar.

Makita é uma menina cuja personalidade é idêntica a Futaba mais nova, adorada pelos meninos e odiada pelas meninas por sua aura meiga. Murao é bastante reservada, do tipo mais séria (neste volume descobrimos por quem ela é apaixonada, uhu hu hu) e o Kominato deixa bem claro, mas bem claro que é louco pela Murao, ele é o cara divertido que dá aquela quebrada de gelo na história sabe. E o Kou, conhecemos um pouco mais sobre ele, mas nada muito revelador.

Kou e Futaba têm uma recaídinha durante o curso de liderança, é de fazer palpitar o coração por uns três segundos apenas, mas já é suficiente para você querer ler mais e para confundir a cabecinha da Futaba, ela ainda é apaixonada pelo Kou do passado, mas e agora? Será que ela ainda o ama? É isso que ela se questiona, mas ao final do volume um grande obstáculo irá surgir, o que será, o que será?


Esse volume continua fofo, os traços estão lindos, o mangá acompanha uma biografia do nosso casal principal e uma mensagem de agradecimento da autora. Ao todo são 186 páginas, de puro amor, mentira. O amor ainda tá meio fraco, mas tem amizade, determinação e fofura.

Vão continuar acompanhando as resenhas de cada volume? Ou acham que é desnecessário? Me contem, prometo não levar 1 ano para fazer a resenha do volume 3, haha!

Você pode gostar também

0 comentários

Mais acessados

Curta no Facebook

Twitter

//]]>