Sabaku no Harem: Adoria ser sua esposa legal, Kallum

08:00

Sabaku no Harem

Título: Sabaku no Harem 砂漠のハレム
Título alternativo: Harem in the dessert
Autor: Yumeki Mitsuru
Volumes: Desconhecido. Em laçamento.
Público alvo: Shoujo
Gênero: Comédia, Drama, Histórico, Romance.

Em um tempo onde os homens governavam não era fácil ser mulher. Mas Mishe não vai aceitar essa condição de cabeça baixa, nananinanão — ela vai lutar.

Sabaku no Harem - Mishe and Kallum

Sabaku no Harem é mais um mangá shoujo que estou amando ler. Ele é muito fofo, tem traços lindos e uma história muito divertida de se acompanhar. Logo de início conhecemos a personalidade forte e bondosa de Mishe. Após discutir com o príncipe na rua, a garota acaba sendo levada ao palácio para se tornar a 30ª concubina do terceiro príncipe de Jalbara, Kallum.

Mishe odeia a realeza. Os nobres usam as mulheres como ferramentas de poder. E não é muito diferente com o príncipe Kallum. No entanto, as mulheres que entram para o Harém, geralmente são damas da classe alta ou que possuam algum talento. Mishe era uma ex-escrava, pobre e que, à primeira vista, não possuía talentos.

O príncipe Kallum é diferente dos outros membros da realeza. Como Mishe está sempre na defensiva ele quer mostrar isso a ela. E aos poucos um vai conquistando o coração do outro. Ela, por ver como o príncipe é um ser bondoso, capaz de sentir empatia e querer ajudar até mesmo as mulheres.

Sabaku no Harem - Mishe and Kallum

Ele, por ficar encantado com a força e rebeldia da pequena Mishe. Além da sua beleza e doçura. Apesar de ter várias concubinas, o príncipe só pode ter uma esposa legal. E quem vocês acham que será a escolhida?

Eu sou suspeita para julgar, pois adoro esses romances fofinhos, mas Sabaku no Harem conseguiu fazer meu coraçãozinho palpitar a cada página. O príncipe Kallum, apesar de ainda ter um certo controle sobre ela, é um fofo. Essa história me lembrou muito Kuro Hakushaku wa Hoshi o Mederu (sim, eu decorei esse nome).

Desde o inicio os sentimentos do príncipe com relação à Mishe são muito claros, ele está sempre jogando um charminho para cima dela, beijando-a, declarando-se… Mas Mishe interpreta isso como “ele está só brincando comigo, não é sério”, e, apesar de gostar dos toques dele, ela fica tão envergonhada que precisa fugir o tempo todo dele. O que torna a história um pouco frustrante, mas também cômica - ela sai correndo e ele vai atrás. Essas situações fofas+cômicas são bem parecidas com o que ocorre entre o Leon e a Esther (de Kuro Hakushaku wa Hoshi o Mederu). Mas a Mishe é muito mais divertida. Ela tem mais atitude.

Sabaku no Harem - Mishe and Kallum

Se você gosta de um romance leve, adorável, com traços bonitos e situações engraçadas, então Sabaku no Harem é para você.

Gostou da indicação? O que achou do mangá, leria? 
Estou aceitando sugestões de mangás fofinhos para ler, viu?





Você pode gostar também

10 comentários

  1. Hey, Mariana!

    Lendo sua resenha, dá pra ver o quanto você gostou da leitura.
    Eu não sou fã de mangás, não tenho o hábito de ler, então vou deixar passar a dica, mas tenho certeza de que será uma ótima leitura pra quem gosta.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Quando era criança gostava muito de mangá, mas quando cresci fui deixando de lado, mas a cada resenha que leio a vontade de voltar a ler aumenta.
    Achei interessante esse mangá.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Eu gosto de mangás, mas esse pareceu ser meio machista. Sei que deve ter uma contextualização, mas não curti. E isso que amei Kuro Hakushaku wa Hoshi o Mederu.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Se for considerar o machismo, Kuro Hakushaku wa Hoshi o Mederu é bem mais :S
      Dê uma chance para Sabaku no Harem, você não vai se arrepender ♥

      Excluir
  4. Oi! Eu não tenho muito costume de ler Mangás mas adorei sua indicação e vou dar uma olhada nas outras resenhas que você fez no blog! Queria muito começar a ler e achei esses traços tão lindos!

    beijos
    https://atrasadaparaocha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho umas recomendações curtinhas pra quem ainda não lê.. pra ir se acostumando. Mas Sabaku no Harem é um bom começo, a história é muito fofa, pena que não está completa ainda. Espero que goste, mangá é vida ♥ haha!

      Excluir
  5. Olá, tudo bem?
    Gostei da sua resenha, ficou bem escrita. Fico feliz que tenha gostado da leitura, eu particularmente não leio mangás ou doramas, não sou público alvo, mas achei interessante!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena, mas obrigada pelo comentário! :D

      Excluir
  6. A história seria bonitinha se ele ao menos abrisse mão do harém, mas continuando com ele não adianta de nada legalizar, né. Porém, parece bacana pra quem gosta de mangás.

    ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem na real, ele não é interessado em ter um harém, não é ele quem recruta as moças, elas vão de livre e espontânea vontade, pois elas gostam dele. A Mishe é a unica exceção, mas de certa forma, ela pode ir embora quando quiser, mas ela não quer. Todas estão lá para conquistar o coraçãozinho do príncipe e ele as trata superbem, dá presente, leva todas para passear, faz festival pra elas... até eu ia querer fazer parte deste Harém, haha! A história é bonitinha sim, confia em mim :P

      Excluir

Mais acessados

Curta no Facebook

Twitter

//]]>